Sentir Bem: Exercícios podem causar varizes? Quais os tipos mais indicados e os menos indicados?

Dr. Marco Antonio Munia: Sim, exercícios podem causar varizes.

Qualquer atividade física realizada em excesso acaba sobrecarregando o sistema venoso, predispondo assim ao surgimento de varizes, principalmente em pessoas com predisposição familiar. Os exercícios mais indicados para a prevenção do problema são os realizados na água, como natação e hidroginástica, que pela pressão da água fortalece a musculatura e melhora o retorno venoso. As atividades aeróbicas em geral também previnem, além de ajudarem na manutenção do peso ideal, outro fator importante no controle e prevenção das varizes.

Sentir Bem: Qual a diferença entre vasos e varizes? Como identificá-los?

Dr. MAM: Varizes são veias tortuosas e dilatadas que surgem nas pernas. Muitas vezes são indolores, porém podem apresentar dores nas pernas ou sensação de peso e cansaço. Caso a doença não seja tratada, pode evoluir para inchaços, manchas e até para surgimento de feridas, de difícil cicatrização.

Varizes devem ser tratadas logo que apareçam. Não devemos esperar o surgimento de sintomas para o tratamento.

As telangiectasias, os chamados “vasos”, são pequenos capilares da pele, avermelhados ou azulados, em geral menores que 3 milímetros, que causam um comprometimento estético importante, impedindo muitas vezes o uso de saias ou bermudas. Geralmente não causam sintomas, apenas quando em grande número, podem levar a dores nas pernas.

Sentir Bem: Quais os melhores tratamentos da atualidade para os vasos e varizes?

Dr. MAM: Os vasos (telangiectasias) são tratados através da aplicação de substâncias esclerosantes dentro do vaso. Existem inúmeros produtos que podem ser usados, dependendo da quantidade de vasos, seu tamanho e tipo de pele. A glicose resfriada a -20°C, além de não causar problemas comuns a outros produtos como reações alérgicas e até feridas, é muito mais eficaz no tratamento. A associação com sessões de Laser leva a melhores resultados e em menos tempo. É preciso ter muito cuidado com promessas milagrosas.

As varizes devem ser sempre operadas, devido ao risco de problemas mais graves futuros. A cirurgia atualmente apresenta resultados bastante satisfatórios e com baixo índice de complicações, sendo um procedimento seguro e com ótimo resultado estético.

Sentir Bem: Quais os fatores desencadeantes e/ou agravantes das varizes?

Dr. MAM: Entre os fatores que propiciam o surgimento da doença, o mais importante é a hístória familiar. Pacientes com parentes próximos com a doença apresentam maiores chances de desenvolver varizes. Outros fatores também ligados ao aparecimento das veias dilatadas são a idade (podendo atingir mais de 70% das pessoas acima de 70 anos), sexo (mulheres tem três vezes mais varizes que homens), número de gestações, pelo aumento da carga hormonal e dificuldade de retorno venoso causada pelo útero gravídico; obesidade, assim como na gestação, há uma dificuldade de retorno venoso pela gordura abdominal que acaba comprimindo as veias; postura de trabalho, onde pessoas que permanecem muito tempo em pé ou sentadas em uma mesma posição tem mais chances de apresentarem varizes. Por fim a dieta e a constipação intestinal também podem desencadear a doença. Dietas ricas em carboidratos e pobres em gorduras tornam o intestino mais preguiçoso, com conseqüente aumento da pressão abdominal, que é transmitida para as veias das pernas.

Sentir Bem: Homens e mulheres de qual idade podem começar o tratamento de vasos e varizes?

Dr. MAM: Não existe uma idade mínima nem máxima para o tratamento das varizes. Tanto homens quanto mulheres devem procurar o cirurgião vascular assim que perceberem o problema. Este poderá indicar o tratamento mais adequado para a faixa etária e condição de saúde.
As telangiectasias (vasos) podem ser tratadas assim que começarem a incomodar esteticamente.

Sentir Bem: Qual o tempo de recuperação para as pessoas que fazem a microcirurgia e a cirurgia propriamente de varizes?

Dr. MAM: Para a microcirurgia, o tempo de recuperação é de aproximadamente 3 a 4 dias, dependendo da quantidade de veias retiradas e seu calibre.
Para a cirurgia que necessita da retirada da safena, o tempo de recuperação é de 1 semana. Importante lembrar que como qualquer outro procedimento, surgem hematomas na pele, o que impede o contato com luz solar pelo risco de manchas definitivas na pele. O sol deve ser evitado enquanto existirem hematomas, em geral por 1 ou 2 meses. A cirurgia com o uso do laser, quando indicada, diminui a quantidade de hematomas.

Sentir Bem: Os cremes funcionam quando o assunto é varizes?

Dr. MAM: Não, a cirurgia ou o uso de meias elásticas são a única alternativa para tratamento das varizes. O uso de cremes muitas vezes retarda o tratamento e propicia o aparecimento de complicações, o que levará a um resultado estético pior.

Sentir Bem: Qual a especialidade médica devemos procurar quando notamos a presença de vasos e varizes?

Dr. MAM:Sempre que ocorrerem dúvidas sobre varizes, o cirurgião vascular deverá ser procurado. Este especialista é o único capaz de diagnosticar e tratar adequadamente esta doença. Muito cuidado com pessoas não habilitadas e com propostas de tratamentos que prometem resultados milagrosos e em pouco tempo.

Fonte: Sentir Bem
Fotos: Luiz Doro Neto