Varizes são veias dilatadas e tortuosas. O termo variz origina-se do latim “varix,” que significa “torcido.” Qualquer veia pode tornar-se varicosa, porem as mais freqüentemente afetadas são aquelas das pernas e pés. Isto se deve a posição ereta e ao andar, que aumentam a pressão nas veias dos membros inferiores.
Para muitas pessoas, veias varicosas e telangiectasias — uma variação das veias varicosas — são simplesmente alterações estéticas. Para muitos, porém as varizes podem causar dor em queimação, cansaço e desconforto nas pernas. Muitas vezes as varizes podem causar desconforto ou até mesmo dor em peso nas pernas. Algumas condições cursam com maiores problemas como feridas e aumentam o risco de outras doenças do sistema circulatório.  As varizes são freqüentes e afetam mais de 15 por cento dos homens e 25 por cento das mulheres. O tratamento envolve medidas clínicas e/ou remoção das veias.

Sintomas

Algumas pessoas têm varizes, mas não apresentam qualquer desconforto. Quando a dor está presente, pode incluir:
• Sensação de cansaço ou peso nas pernas, queimação, câimbras, e inchaço. Sentar-se ou ficar de pé por longos períodos levam a piora dos sintomas.
• Dor ou prurido ao redor das veias.
• Úlceras ou feridas próximas aos tornozelos representam uma forma grave de doença vascular e requerem atenção imediata.

As veias varicosas são escurecidas, muitas vezes azuladas, com aspecto torcido ou abaulado, como cordas. Elas geralmente ocorrem nas panturrilhas e na região interna das pernas. Entretanto podem aparecer em qualquer região desde os tornozelos até a virilha.

Telangiectasias (vasinhos) são similares às varizes, porém menores. São encontradas em qualquer região das pernas e podem ocorrer também no rosto. São geralmente avermelhadas ou azuis. As telangiectasias variam muito de tamanho e podem ter a forma de teia de aranha ou raízes de uma árvore.

Causas

As artérias são os vasos que carregam o sangue do coração para o resto do corpo. As veias retornam o sangue do corpo ao coração, assim o sangue pode recircular. Para levar o sangue ao coração, a veia das pernas tem que trabalhar contra a gravidade. As contrações musculares da panturrilha atuam como uma bomba que auxilia o envio do sangue ao coração. Delicadas válvulas localizadas nas veias fazem com que o sangue mantenha um fluxo unidirecional e não volte para baixo.

Com o passar do tempo as veias perdem a elasticidade e tendem a dilatar. As válvulas ficam mais fracas, permitindo que o sangue retorne e acumule nas veias, que se tornam varicosas. As veias parecem azuladas porque contém sangue desoxigenado.

Gestantes apresentam maior risco de desenvolverem varizes. A gestação aumenta o volume sanguíneo e diminui o fluxo das pernas à pélvis. Esta mudança circulatória necessária ao feto pode levar a efeitos colaterais: veias dilatadas nas pernas (varizes). As veias varicosas podem surgir ou piorar com o passar da gestação, quando o útero exerce grande pressão sobre as veias das pernas.

Fatores de Risco

Estes fatores aumentam o risco de surgimento ou piora das varizes:
• Idade. O envelhecimento causa desgaste, fraqueza e mau funcionamento das válvulas das veias que ajudam a regular o fluxo.
• Sexo. As mulheres têm maior tendência a desenvolverem varizes que os homens. Mudanças hormonais durante a gestação, período pré menstrual ou menopausa também podem influenciar. Os hormônios femininos levam a um relaxamento da parede das veias. O uso de anticoncepcionais ou reposição hormonal aumenta o risco de surgimento ou agravamento das varizes.
• Genética. Aumentam os riscos de varizes caso existam familiares com o mesmo problema.
• Obesidade. Peso em excesso causa maior pressão nas veias.
• Ficar de pé ou sentado por longos períodos. O sangue tem mais dificuldade de fluir adequadamente caso você fique na mesma posição por longos períodos.

Quando procurar um especialista

Caso você apresente cansaço nas pernas, dor, inchaço ou simplesmente esteja preocupado com veias dilatadas procure um cirurgião vascular.

Testes e diagnóstico

O especialista irá examinar as pernas na posição em pé e procurar por inchaço. Ele também pedirá para o paciente descrever a dor ou queimação nas pernas, fatores de melhora ou piora. Finalmente deverá realizar um teste ultrassonográfico para avaliar a função das válvulas ou se existem evidências de coágulos.

Complicações

Feridas muito dolorosas podem surgir nos tornozelos próximas a veias varicosas. São o resultado de um aumento da pressão venosa local durante longos períodos. Pigmentação marrom da pele geralmente precede o surgimento da ferida. Procure um médico imediatamente se suspeitar de uma úlcera. Ocasionalmente, veias profundas podem dilatar. Nestes casos a perna afetada pode inchar muito. Qualquer inchaço súbito necessita avaliação urgente.

Tratamentos

Os diversos tratamentos não necessitam internação prolongada ou grandes períodos de recuperação. Técnicas pouco invasivas permitem o tratamento adequado se pernoite hospitalar. Medidas simples como exercícios, perda de peso ou não usar roupas muito apertadas, elevação das pernas e evitar longos períodos em pé ou sentado – podem facilmente prevenir o surgimento ou complicação das varizes. As veias varicosas que surgem durante a gestação geralmente melhoram espontaneamente em até três meses após o parto.

Existem diversas formas de tratamento médico das varizes:
• Crioescleroterapia. Neste procedimento o medico injeta uma solução congelada que fecha as veias de pequeno e médio calibre. Em poucas semanas as veias tratadas desaparecem. Embora as mesmas veias possam necessitar mais de uma aplicação, é um procedimento seguro e eficaz se feito corretamente. A crioescleroterapia não necessita anestesia e pode ser realizada no consultório.
• Laser escleroterapia. Utilizada no tratamento de telangiectasias finas e médias, causa um aquecimento das veias que leva ao seu desaparecimento. Não é necessário o uso de agulhas.
• Endolaser. Nesta modalidade de tratamento um cateter é introduzido na veia. Conforme o cateter é tracionado o calor em sua ponta queima e destrói a parede da veia levando ao seu fechamento. Este procedimento é utilizado para veias de maior calibre.
• Stripping das veias. È a remoção das veias dilatadas por micro incisões. Na maior parte dos casos é realizada sem a necessidade de pernoite no hospital. A remoção das veias superficiais não altera a circulação, pois as veias profundas são as responsáveis pelo retorno do sangue ao coração.
Seja um paciente consciente Quando se trata de opções de tratamento para varizes, seja cauteloso. Anúncios com métodos “únicos”, “permanentes” ou “indolores” para remoção de varizes podem ser atraentes, porém não são reais. Antes de se submeter a qualquer procedimento, pergunte ao seu médico sobre os riscos para a saúde e os possíveis efeitos colaterais.

Os tratamentos atuais para varizes são altamente eficazes, porém existe o risco de desenvolvimento de novas veias dilatadas com o passar do tempo.

Prevenção

Não existe método completamente eficaz em prevenir a doença varicosa. Melhorar a circulação e aumentar o tônus muscular são medidas importantes para diminuir o risco de surgimento ou piora das varizes. Atividades simples incluem:
• Exercícios. Movimente-se. Caminhadas são ótimas pra melhorar a circulação das pernas. O medico deve recomendar o melhor nível de atividade para você.
• Cuide do peso e da dieta. O excesso de peso causa um aumento desnecessário na pressão das veias das pernas. Siga uma dieta com pouco sal, e muitas fibras.
• Cuidado com o que veste. Evite salto alto. Saltos mais baixos fazem com que a musculatura das panturrilhas trabalhe mais, auxiliando assim o retorno do sangue ao coração. Não use roupas muito apertadas principalmente nos tornozelos e virilhas.
• Eleve as pernas. Para melhorar a circulação venosa tire alguns minutos do dia para descansar e elevar as pernas em posição horizontal.
• Evite permanecer muito tempo em pé ou sentado. Mude de posição freqüentemente. Tente evitar ficar mais de 30 minutos na mesma posição.
• Não sente com as pernas cruzadas. Esta posição pode piorar problemas de circulação.

O uso de meias de compressão graduada e o primeiro passo no tratamento e na prevenção das varizes. Devem ser utilizadas durante todo o dia. A compressão auxilia veias e musculatura no retorno sanguíneo. O tipo e intensidade de compressão variam com a marca e modelo das meias. Existem varias cores e materiais atualmente. Co a variedade existente você poderá encontrar a meia mais confortável para se dia a dia.